Manda quem pode… “Estou com vontade de baixar um decreto amanhã” diz Bolsonaro

Na contramão do ministro da Saúde, que reforçou ontem (28)  a importância de os brasileiros ficarem em casa para barrar o novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro anunciou hoje (29) que estuda liberar o retorno às atividades de trabalhadores formais e informais que precisam “levar sustento” para casa.

“Estou com vontade de baixar um decreto amanhã. Toda e qualquer profissão legalmente existente ou aquela que é voltada para a informalidade, se for necessária para levar sustento para seus filhos, para levar um leite para seus filhos, arroz e feijão para sua casa, vai poder trabalhar”.

O presidente da República não informou que profissão se encaixaria na categoria , nem qual seria excluída desse critério.

A fala ocorreu depois que o Chefe da nação visitou diversos pontos do Distrito Federal neste domingo, desrespeitando as orientações não apenas das autoridades de saúde do Brasil, mas do mundo, que pedem para evitar aglomerações e contato próximo;

Na reunião ministerial deste sábado (28) onde o ministro Mandetta  deixou claro  que, se o presidente continuasse a defender o fim do isolamento  seria obrigado a criticá-lo. Bolsonaro rebateu dizendo que nesse caso, o demitiria. Não o fez. Pelo menos até o fechamento deste texto.

Segundo projeções do ministério da Saúde, se os contatos sociais não forem reduzidos no Brasil, os casos de coronavírus devem duplicar a cada três dias. Segundo dados oficiais, o país tem 3.904 infectados pelo coronavírus e 111 mortos. Mas os números reais são muito maiores, já que muitos infectados não têm sintomas e não há testes para todos.

Com informações do UOL- foto: Reprodução redes sociais

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui