Pastora, Damares Alves mira conselhos tutelares como bases eleitorais para evangélicos

Damares Alves (Foto: Isac Nóbrega/PR)

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, vê nos conselhos tutelares uma maneira de aumentar as bases eleitorais de evangélicos. Políticos desse segmento religioso admitiram que, por meio do Programa de Fortalecimento dos Conselhos Tutelares, também existe o desejo do governo Jair Bolsonaro em fazer uso ideológico e eleitoral desses órgãos. A informação foi publicada pelo site Metrópoles (DF). O Brasil tem 5.956 conselhos tutelares, espalhados pela maioria dos 5.570 municípios do País, em todas as regiões.

A titular da pasta, que também é pastora, vem recebendo duras críticas após ter atuado para impedir o abordo de uma criança de 10 anos, grávida após ser vítima de estupro em São Mateus, no Espírito Santo. O Ministério Público de Contas solicitou no último dia 21 que o Tribunal de Contas da União (TCU) investigue a ministra.

De acordo com o Ministério dos Direitos Humanos, existem dois conjuntos de equipamentos distribuídos por meio do programa de Fortalecimento dos Conselhos Tutelares. Um deles tem um conjunto completo, no valor de R$ 120 mil, e inclui 1 veículo, 5 computadores, 1 impressora, 1 bebedouro, 1 refrigerador, 1 cadeira de automóvel para transporte de crianças, 1 ar-condicionado portátil e 1 TV smart.

Um segundo pacote, chamado de acessório, tem cadeira para automóvel para transporte de crianças, uma TV Smart e um ar-condicionado portátil.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui