Raquel Dodge denuncia líder do PP por lavagem de dinheiro

Postado em 03/04/2018 9:54 - Atualizado em: 03/04/2018 9:54
Share Button
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou o líder do PP na Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) no Supremo Tribunal Federal (STF) por lavagem de dinheiro e prevaricação. Raquel Dodge quer que, além de ser condenado, Arthur Lira pague uma multa de R$ 106 mil à União e perca o mandato de parlamentar.

O deputado é acusado de ter aceitado, em 2012, propina de R$ 106 mil do presidente da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU), Francisco Colombo. O dinheiro foi recebido por um ex-assessor de Lira, Jaymerson José Gomes, no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. De acordo com a PGR, o parlamentar orientou Jaymerson a esconder o dinheiro pelo corpo, embaixo de sua roupa. Entretanto, ao tentar embarcar em um voo, o então assessor foi detido pela Polícia Federal (PF).

Raquel Dodge ressaltou que, em seu acordo de delação premiada, o doleiro Alberto Yousseff afirmou que Arthur Lira e seu pai, o senador Benedito de Lira (PP-AL), foram beneficiados por repasses ilegais de recursos da CBTU.

“Francisco Colombo, para se manter na presidência da CBTU, oferecia e pagava vantagens indevidas a Arthur Cesar Pereira de Lira para que este, na condição de deputado federal, líder do PP na Câmara dos Deputados, com a prerrogativa de fazer indicações para cargos em comissão, mantivesse-o naquele cargo como nomeação política da agremiação”, afirmou a procuradora-geral. (…)

 Fonte: Conversa Afiada
Share Button