Santo Amaro: Iphan entrega três edificações restauradas

Foto: Divulgação

A Antiga Casa da Câmara e Cadeia é um dos bens inaugurados entregues em Santo Amaro (BA) (Foto: Iphan-BA). 

Três edificações que receberam obras de restauro completo são entregues à população de Santo Amaro (BA) nesta quarta-feira, 9. Com investimento de aproximadamente R$ 16,5 milhões, os projetos foram executados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia federal vinculada ao Ministério do Turismo e à Secretaria Especial da Cultura. Durante a execução das obras, foram gerados 150 empregos diretos. Concluídas as intervenções, esses bens vão voltar ao uso da população baiana e reforçar os atrativos turísticos de Santo Amaro.

Situada na região do Recôncavo Baiano, a 82 km da capital Salvador, Santo Amaro recebe três bens restaurados: a Antiga Casa de Câmara e Cadeia, a Igreja de Nossa Senhora do Amparo, bem como o Arquivo Público e Sede da Academia de Letras de Santo Amaro, todos tombados como Patrimônio Cultural do Brasil. Dos três, o bem que recebeu maior investimento foi a Antiga Casa da Câmara e Cadeia, com um total de R$ 6,4 milhões. O prédio atualmente abriga a prefeitura da cidade e a Câmara dos Vereadores.

Concluída em 1769, a edificação se situa na chamada arquitetura colonial brasileira, mas se encontrava em avançado estado de degradação. De longe, se destaca no prédio a torre sineiraNa parte interna, o prédio ainda possui um pátio central descoberto, além das galerias com arcos no térreo. O restauro contemplou todo o bem, com modernização das instalações prediais, adequação do monumento às normas de acessibilidade e restauração de bens móveis integrados, como a bandeira dos Voluntários da Pátria, que o Barão de Sergi levou e trouxe da Guerra do Paraguai (1864-1870).

Já o Arquivo Público e Sede da Academia de Letras foi construído no início do século XX, inicialmente com fins residenciais. A edificação também estava em estado avançado de deterioração, já em processo de arruinamento. Diante da urgência, o Iphan investiu R$ 5,4 milhões, projeto que contemplou o restauro do perímetro do bem, além da construção de um anexo com estética contemporânea ao fundo do lote. Também foram realizadas a implantação de estrutura metálica aparente e lajes de concreto e a recomposição da cobertura, além da instalação de forro acústico, fornecimento e instalação de mobiliário.

A terceira obra entregue no município é a reforma da Igreja de Nossa Senhora do Amparo. Inicialmente construída de barro, a igreja remonta ao início do século XVIII, com intervenções que datam ao século XIX e se mantêm até hoje, além de alterações realizadas no século XX. O templo possui planta retangular e dois pavimentos, nave central e corredores laterais em que se destacam, dentre os bens móveis, os retábulos do altar-mor e colaterais, de estética neoclássica, com pintura branca e ornamentos dourados. Com a restauração completa, incluindo o acervo de bens móveis e integrados, o investimento totaliza montante de R$ 4,7 milhões.

“As três obras em Santo Amaro devolvem à população baiana bens significativos à memória e à história da formação, não só do estado, mas do Brasil e de seu povo. As reformas ainda ampliam a possibilidade de acesso à cidadania plena, desta vez por meio do Patrimônio Cultural”, avalia a presidente do Iphan, Larissa Peixoto. “Além de tudo disso, esses bens requalificados reforçam a vocação turística do município, sendo mais um vetor para geração de emprego e renda.”

Serviço:
Entrega das obras em Santo Amaro
Local: 
Santo Amaro (BA)
Data: 9 de dezembro de 2020