Após pressão de governo Bolsonaro, agenda entre Lula e embaixador da Rússia é cancelada

(Foto: Amanda Perobelli/Reuters | ABr)

A reunião que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria com o embaixador da Rússia, Alexey Labetskiy, em Brasília, foi cancelada após pressão do governo de Jair Bolsonaro.

Segundo a jornalista Bela Megale, do Globo, a medida foi tomada para a representação russa se blindar de acusações de que estaria interferindo na política externa do governo. Lula ficará em Brasília até sexta-feira, onde terá uma série de encontros com embaixadores e lideranças políticas de diferentes partidos.

Lula iria discutir com o embaixador Alexey Labetskiy sobre a vacina Sputnik V, cuja aplicação não foi recomendada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sob acusação de estar atuando politicamente, já que mais de 60 países já autorizaram o uso do imunizante.

No fim do passado, Lula conversou com por teleconferência com Kirill Dmitriev, diretor do fundo russo que fabrica a vacina Sputnik V, abrindo caminho para que governadores do Consórcio do Nordeste formalizassem a compra de 37 milhões de doses do imunizante russo.

 

Fonte: Brasil 247