Braskem e EDF Renewables fecham acordo para uso de energia renovável     

Divulgação

O contrato prevê fornecimento de energia eólica por 20 anos ampliando a matriz de energia limpa da petroquímica; projeto viabilizará a implantação de um complexo eólico na Bahia.

Comprometida com as metas de sustentabilidade ligadas à ecoeficiência operacional e ao combate às mudanças climáticas, a Braskem fechou um contrato de compra de energia eólica com a EDF Renewables do Brasil. O acordo será âncora para viabilizar a construção de um novo complexo eólico no sudoeste da Bahia, contribuindo para a instalação de novas fontes de energia renovável no Brasil.

O novo acordo vai permitir à petroquímica obter energia por 20 anos, a partir de 2024. A expectativa é que ocorra uma redução na emissão de gases de efeito estufa de cerca de 700 mil toneladas de CO2 pela Braskem por esse período, acelerando o uso das energias renováveis em sua matriz energética, alinhada com os objetivos de descarbonização e transição energética.

Este é o quinto contrato de energia renovável de origem eólica e/ou solar de longo prazo que a Braskem firma em 4 anos e o segundo com a EDF Renewables, alcançando mais 150 MW médios de energia oriunda destas fontes, que representam cerca de 30% do portfólio da energia elétrica comprada no Brasil e colocam a Braskem perto de alcançar a marca estimada de 2,2 milhões de toneladas de CO2 em emissões evitadas apenas com estes contratos, contribuindo para a meta de redução de 15% de emissões de Gases de Efeito Estufa de escopo 1 e 2 até 2030 e neutralidade de carbono até 2050.