Câmara aprova projeto que autoriza Salvador a integrar o consórcio de vacinas

Foto: Divulgação
Sessão, comandada pelo presidente  Geraldo Júnior, garantiu a votação também do projeto que prorroga o programa Pé na Escola

O Projeto de Lei (66/2021) apresentado na segunda (08) pelo prefeito Bruno Reis (DEM) ao presidente do Legislativo Municipal, vereador Geraldo Júnior (MDB), autorizando Salvador a integrar o consórcio de municípios para aquisição de vacinas contra a Covid-19, foi aprovado na tarde desta terça-feira (9). A votação em regime de urgência-urgentíssima, que ocorreu em sessão semipresencial do Plenário Cosme de Farias, garantiu a aprovação também do projeto Pé na Escola (65/2021), que estabelece convênios entre a Prefeitura e escolas da rede privada para a oferta de vagas aos estudantes do município.

“Nos comprometemos em votar a pauta em 48h, mas entendemos a gravidade da questão e hoje conseguimos aprovar o projeto de Lei em tempo recorde. E os vereadores desta Casa, independente de posições partidárias ou ideológicas, agem com total sentido de coletividade em prol da vida dos cidadãos de Salvador. Missão cumprida”‘, disse Geraldo Júnior.

Para ele, “é urgente a necessidade que temos de adquirir novas vacinas e continuar imunizando a população. E com mais celeridade. A doença avança e  essa é a maneira de conter a contaminação. A Câmara cumpriu seu papel em mais uma importante decisão no combate à Covid-19 em nosso município”, disse Geraldo Júnior.

Salvador fica assim apta para adquirir as vacinas pelo Consórcio Conectar- Consórcio de Vacinas das Cidades Brasileiras.

Pé Na Escola

Também foi aprovado na sessão ordinária de hoje (09) o Projeto de Lei 65/2021, de autoria do Executivo Municipal. Trata-se do Projeto Pé na Escola, que garante que sejam estabelecidos convênios entre a Prefeitura e escolas da rede privada para a oferta de vagas aos estudantes da rede municipal. O projeto visa a Educação Infantil, mas incluiu agora os alunos do 1⁰ Ano do Ensino Fundamental.

O PL foi aprovado também por unanimidade pelos 40 vereadores que integraram a sessão semipresencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui