Centenas de militantes sírios ligados à Turquia são enviados a Nagorno-Karabakh, revela jornal

© AP Photo / PATRICK BAZ

Turquia enviou centenas de militantes sírios para Nagorno-Karabakh, segundo revelam fontes do The Wall Street Journal.

Ancara também organizou exercícios militares no Azerbaijão e forneceu drones de ataque a Baku, aponta edição. Centenas de militantes sírios ligados à Turquia foram enviados à região de Nagorno-Karabakh.

“Centenas de militantes sírios aliados à Turquia se juntaram ao conflito entre o Azerbaijão e a Armênia por causa da região de Nagorno-Karabakh, e outros tantos estão sendo preparados para ser enviados”, informaram ao jornal duas fontes relacionadas à transferência de militantes.

De acordo com um dos interlocutores do WSJ, grupos de 100 militantes têm sido transferidos à região conflituosa. Outro sírio associado aos rebeldes confirmou que centenas de pessoas foram para a região, no entanto “dezenas já voltaram, alarmados [com] combates violentos”.

Segundo relata um dos militantes, os mercenários recebem até US$ 2.000 por mês (cerca de R$ 11.085). Outro disse que “as baixas entre os combatentes sírios aumentam rapidamente” e “cerca de 200 [sírios] pediram para ser retirados”.

Região de Nagorno-Karabakh
© AP PHOTO / THANASSIS STAVRAKIS Região de Nagorno-Karabakh

Representantes do governo da Turquia revelaram ao jornal que Ancara organizou exercícios militares de duas semanas e “forneceu drones de ataque a autoridades do Azerbaijão”.

Nagorno-Karabakh se encontra mergulhada em um intenso conflito desde o final do mês passado, com Armênia e Azerbaijão trocando acusações da responsabilidade pela nova escalada de violência na região, alvo de disputas desde que a república autônoma decidiu se separar da então República Socialista Soviética do Azerbaijão, há 32 anos.

 

Fonte: Sputnik Brasil