Com cuidado e protocolo, estudantes voltam às aulas nas escolas municipais

 

“Aquela conexão que faz uma falta enorme na vida da gente”, foi assim que a estudante Geovana dos Santos Oliveira, do 5º ano, definiu a volta à escola no primeiro dia de aulas do ano letivo de 2021. Esta segunda-feira, 23, boa parte dos alunos matriculados na Educação municipal voltou às aulas que começaram no regime de rodízio, com metade dos estudantes em sala de aula.

 

Filas, distanciamento, lavagem das mãos, álcool em todos os ambientes, uso da máscara e a redução das carteiras nas salas de aula. Todas medidas importantes que foram observadas tanto pelas crianças quanto pelos professores e profissionais dos diversos setores das escolas.

 

Neste novo período, com o modelo híbrido, os alunos permanecem uma semana em atividades presenciais e, na semana seguinte, em casa, integrados à dinâmica não presencial – tendo acesso às aulas transmitidas pela TV aberta pelos canais 10.2 e 10.3, da TV Subaé, e pelo canal da Seduc no YouTube. Os alunos contam também com o material didático e atividades impressas que são produzidos pelos professores.

 

O primeiro dia foi de muita expectativa com o registro um pouco tímido em algumas unidades de ensino distribuídas pelos bairros e distritos de Feira de Santana. Outras tiveram um fluxo satisfatório, recebendo metade dos alunos matriculados. Algumas escolas que estão passando por serviço de manutenção estão autorizadas a realizar a primeira semana de forma não presencial, com atividades remotas.

 

“É natural por que as famílias também estão se preparando para este novo momento, buscando se adequar. Mas, ressalto que a Prefeitura está adotando todas as providências para oferecer as condições necessárias e seguras ao retorno”, afirmou o prefeito Colbert Martins durante visita ao Centro Integrado de Educação Municipal Joselito Amorim, no centro.

 

MEDIDAS GARANTEM O RETORNO SEGURO

 

A secretária de Educação, professora Anaci Paim, destacou as medidas adotadas para preparar as unidades de ensino: distribuição dos itens da alimentação escolar; circulação dos 150 ônibus que servem ao transporte dos estudantes e 40 vans que atendem aos professores; a instalação dos lavatórios nas escolas; distribuição de álcool a 70; capacitação dos funcionários que atuam na portaria, merenda, vigilância, serviços gerais, motoristas e gestão escolar, entre outras.

 

“Nas próximas semanas, vamos distribuir as máscaras para todos os estudantes”; informa.

 

A estudante Geovana dos Santos Oliveira, da Escola Municipal Dr. Noide Cerqueira, do bairro Campo Limpo, ficou alegre por voltar às aulas. “Tô feliz e ao mesmo tempo nervosa, já que vamos reencontrar todo mundo de novo. A escola fez muita falta, aqui a gente aprende bem melhor”, conta.

 

NOVO CALENDÁRIO

 

De acordo com o calendário letivo 2021, os estudantes terão 130 dias letivos e carga horária de 800 horas, conforme exige o parecer do Conselho Nacional de Educação no contexto da pandemia pela Covid-19. O ano letivo 2021 será encerrado no dia 31 de janeiro de 2022. Estão previstos 21 sábados, todos com atividades não presenciais, dirigidas aos estudantes.