Conflito Israel-Palestina é perigoso ‘em caso de expansão’, prevê Moscou

© REUTERS / Maksim Shemetov

Dmitry Peskov, porta-voz do presidente da Rússia, apontou as “relações bastante complicadas” entre os países no Oriente Médio, sendo necessário trabalhar para “parar esta troca de ataques”.

O conflito entre Palestina e Israel é perigoso se crescer de forma descontrolada, disse na segunda-feira (17) Dmitry Peskov, porta-voz do presidente da Rússia.

“Afinal a região do Oriente Médio não está em algum outro continente […] É uma região adjacente a nós [Rússia]. E é óbvio o fato de que este conflito representa perigo em caso de expansão e continuação descontrolada, porque muitos países têm relações bastante complicadas […].”

Segundo ele, o sistema de segurança na região é bastante frágil.

“O enorme déficit de confiança mútua e o longo potencial de conflitos regionais não são certamente propícios à estabilização da região. Mas é muito importante não deixar que os eventos assumam a forma de um cenário de violência. Por isso, estão sendo feitos agora esforços muito enérgicos […] a fim de parar esta troca de ataques”, acrescentou Peskov.

A situação na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza palestina se agravou na noite de última segunda-feira (10). Desde o início da escalada, mais de três mil foguetes foram disparados desde a Faixa de Gaza ao território de Israel, dos quais cerca de 1.210 foram interceptados.

Segundo as últimas informações, dez pessoas foram mortas e cerca de 50 pessoas foram gravemente feridas em Israel. Tel Aviv, por sua vez, lançou centenas de ataques contra Gaza. O número de palestinos mortos pelos ataques aéreos israelenses atingiu 218 pessoas, 58 delas crianças, referiu o embaixador palestino em Moscou.

Fonte: Sputnik Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui