Deltan Dallagnol deixa a Lava Jato, diz MPF

© AP Photo / Andre Penner

O Ministério Público Federal confirmou nesta tarde a saída do procurador da República Deltan Dallagnol da operação Lava Jato, cuja força-tarefa ele liderou desde o início. Ele será substituído por Alessandro José Fernandes de Oliveira.

De acordo com o MPF, o motivo da saída seria o desejo do procurador de se dedicar a questões familiares. Ele deixa a função após seis anos de trabalho.

​”Por todo esse período, enquanto coordenador dos trabalhos, Deltan desempenhou com retidão, denodo, esmero e abnegação suas funções, reunindo raras qualidades técnicas e pessoais. A liderança exercida foi fundamental para todos os resultados que a Operação Lava Jato alcançou, e os valores que inspirou certamente continuarão a nortear a atuação dos demais membros da força-tarefa, que prosseguem no caso”, diz o comunicado.

O escolhido para assumir a força-tarefa no Paraná, o procurador do estado Alessandro José Fernandes de Oliveira, segundo o Ministério Público, tem reconhecida experiência no combate ao crime organizado, e é o membro com maior antiguidade na procuradoria a manifestar interesse e disponibilidade para coordenar os trabalhos no ofício ao qual está vinculado o caso.

“Os integrantes da Força-Tarefa da Lava Jato no Paraná agradecem Deltan Dallagnol pela imensa contribuição prestada ao combate à corrupção e se solidarizam com o seu momento pessoal, ao tempo em que expressam apoio e confiança a Alessandro Oliveira. Os trabalhos na força-tarefa prosseguirão da mesma forma como nos últimos anos.”

 

Sputnik Brasil