“Depois que o Ilê passar”: Rallie lança clipe com releitura de um dos grandes sucessos de Caetano Veloso

Foto: Reprodução

Canção lançada em 1987 no disco “Caetano” ganhou uma nova roupagem na voz de Rallie e novos arranjos; clipe lançado em agosto com tecnologia 32D conduz o ouvinte à experiência de uma apresentação ao vivo, como se estivesse em frente ao palco.

O cantor e compositor Rallie lançou no mês de agosto o clipe de “Depois que o Ilê passar”, releitura de um grande sucesso de Caetano Veloso, gravado inicialmente em 1987 no disco “Caetano” e que faz uma homenagem ao “Mais belo dos belos”, o bloco afro Ilê Aiyê.

Com novos arranjos e uma levada de Ijexá, ritmo criado na Nigéria e bem absorvido por composições baianas, a música faz parte do álbum “Imersão 32D”, obra lançada por Rallie no dia 21 de julho deste ano e que está disponível nas diversas plataformas digitais, contando com as participações especiais de artistas como Filipe Mukenga, Targino Gondim e João Lacerda.

O disco é a grande aposta do artista que se reencontrou com sua essência musical durante o isolamento na Pandemia e viu a oportunidade do pioneirismo no uso da tecnologia 32D, que oferece uma experiência sensorial inovadora para quem escuta as canções com o uso de fones nos dois ouvidos.

Com os recursos 32D é possível “recriar” um ambiente com efeito espacial. Para Rallie, a experiência é de um “processo hipnótico”, principalmente porque a pessoa se sente transportada para “uma atmosfera de show ao vivo, em frente ao palco”, graças à sensação de que a vibração do som acontece em várias direções.

Encantado com o novo momento da carreira, Rallie se diz radiante por poder unir duas grandes paixões, as culturas brasileira e angolana, proporcionando uma nova experiência aos que admiram e acompanham seu trabalho: “Viva a tecnologia e a alma que não está presa ao tempo e ao espaço, que tem sede de flutuar”.

“Já que ainda não é possível aglomerar, para evitar a proliferação do coronavírus, vamos mantendo o contato com o público com novos lançamentos, inclusive buscando o que há de mais moderno tecnologicamente, para estreitar ainda mais os laços e fortalecer a certeza de que não estaremos sozinhos até que tudo volte ao normal”, afirmou o artista.

Imersão 32D é um lançamento da distribuidora ONErpm. Chega ao grande público com 13 músicas, mesclando inéditas, releituras do cancioneiro angolano e composições de sua autoria e de grandes autores da MPB como Tim Maia, Capinan, Pierre Onassis, Edu Casanova, Jorge Benjor, Carlos Imperial, Gileno Félix, Cassiano, Waldick Soriano e Benito de Paula, entre outros.