Lula culpa Bolsonaro pela escalada da violência no Brasil

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista à revista local Forum, 4 de setembro de 2020. Foto: Reprodução: HISPANTV

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar o atual presidente e denunciou que Jair Bolsonaro incita a violência.

Em entrevista à revista brasileira  Forum, Lula disse nesta sexta-feira que o país sul-americano está sob o comando de um “grupo de milicianos”. “Nunca tivemos uma República liderada por uma família de milicianos como hoje, disse o ex-presidente.

Lula afirmou que a posição do presidente de extrema direita alimenta o ódio, o racismo, o preconceito e a brutalidade policial no Brasil, acrescentando que se há uma coisa que Bolsonaro não mentiu para a sociedade é que ele queria uma polícia mais violenta e que as pessoas comprariam armas de fogo.

Lula declarou que a chegada ao poder do ex-capitão do Exército despertou uma parte da população em busca do autoritarismo. “Essas pessoas que se escondiam, que não tinham coragem de falar, começaram a ganhar força com a campanha do Bolsonaro, porque ele incitava a violência todos os dias ”, acrescentou.

Para o ex-presidente, são necessárias medidas mais profundas para solucionar o problema, além de novas políticas públicas como a desmilitarização e a democratização da polícia. “Precisamos mudar a opinião das pessoas”, disse Lula.

O ex-presidente brasileiro (2003-2011) e também líder do Partido dos Trabalhadores (PT) também afirmou que é extremamente necessário pensar no futuro da população. Ele disse que se o governo Bolsonaro continuar no poder, isso vai piorar a situação de emprego dos brasileiros, em função da pandemia do coronavírus, que causa o COVID-19, e da retirada da assistência social pelo governo.

Nos últimos meses, Lula acusou diversas vezes a má gestão do Bolsonaro diante da crise social e de saúde provocada pela pandemia COVID-19 que atingiu o país e o responsabilizou pelo elevado número de vítimas causado pelo surto.

 

Fonte: HISPANTV