“Suspeição de Moro recoloca Lula no caminho para retornar à Presidência em 2022”, diz Valmir

Foto: Jonas Santos

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) pela suspeição do ex-juiz Sergio Moro em caso de condenação envolvendo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi tida pelo deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) como um “importante passo para consolidar a inocência do ex-presidente” no Poder Judiciário. Nesta terça-feira (23), após a decisão da Segunda Turma do STF, Assunção reiterou que Lula vai para a disputa contra Bolsonaro para “o país voltar a crescer e vencer as crises que enfrenta atualmente”.

“Mais uma vez o ex-presidente Lula provou sua inocência. Mostrou que Sergio Moro, juntamente com [Deltran] Dallagnol e parte de setores da imprensa, fizeram um conluio para tirar Lula da disputa presidencial em 2018. E Moro mostrou sua incompetência. Lula, agora, está livre para enfrentar Bolsonaro em 2022. Vamos para o embate para que o povo volte a ter um governo popular, com Lula ajudando a mudar o rumo trágico que esse país tomou desde o golpe contra a presidenta Dilma”, declara Valmir.

De acordo com o deputado federal baiano, a decisão do STF foi recebida com entusiasmo pelos movimentos sociais e sindicais. Assunção complementa, que a participação de Lula nas decisões políticas do Brasil ajuda a fortalecer a democracia. “Vamos cobrar vacina para o povo. Bolsonaro não quer vacinar o povo com medo dele ir para as ruas. Se depender dele, a vacina só sai depois das eleições. Temos que ir para cima e tirar esse sujeito do poder, antes que mais pessoas morram”.

Ascom do deputado Valmir Assunção