“Trabalham todos os dias tentando salvar vidas”, diz SindilimpBA sobre caso de gari que resgatou recém-nascida do lixo em Eunápolis

A coordenadora geral do SindilimpBA Ana Angelica Rabello. Foto: Divulgacao

Além de manter a saúde da população, principalmente em tempos de crise sanitária causada pelo novo coronavírus, os profissionais da limpeza urbana têm dado exemplos de solidariedade e humanidade. Uma criança recém-nascida foi resgatada com vida dentro de um saco de lixo, no último sábado (20), por um dos garis, precisamente no bairro ‘Alecrim’, em Eunápolis, região sul da Bahia. A publicação ganhou notoriedade nas redes sociais e sites de todo o estado.

A coordenadora-geral do SindilimpBA, Ana Angélica Rabello, reforçou a importância dos trabalhadores e trabalhadoras da limpeza urbana na vida da população e na luta para garantir direitos e condições dignas de trabalho. “São todos os dias tentando salvar vidas, seja na linha de frente em uma pandemia que tem matado milhares de pessoas no país, seja se empenhando para manter a saúde da população com a coleta de lixo, ou em atos heroicos como este. O SindilimpBA se orgulha em lutar todos os dias para garantir dignidade desses profissionais, que nos ajudam cotidianamente”, frisa.

Segundo informações, um dos trabalhadores teve o cuidado de verificar o conteúdo do saco antes de jogá-lo dentro do caminhão, achando a priori que se tratava de um gato. A Polícia Militar, por meio de nota, informou que uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) do município também foi acionada e prestou os primeiros socorros. Em seguida, a criança foi encaminhada para o Hospital Regional de Eunápolis.

“Vale ressaltar, que o mesmo cuidado que eles tiveram para verificar o conteúdo e salvando uma vida, vale para nós também termos esse cuidado com nossos profissionais. Separar o lixo, principalmente com materiais infectados ou que possam causar graves acidentes é uma forma também de salvar vidas”, destaca Ana Angélica.

Ascom do Sindilimp-BA