Conselho de Segurança da ONU adota resolução sobre saída do Afeganistão; Rússia e China se abstêm

© AP Photo / Bebeto Matthews

A resolução foi aprovada com 13 votos a favor e duas abstenções, da China e da Rússia.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas adotou uma resolução nesta segunda-feira (30) exortando que o Talibã (organização terrorista na Rússia e em outros países) que honre sua promessa de permitir a saída “segura” de afegãos e cidadãos estrangeiros do Afeganistão a qualquer hora que quiserem, inclusive através do aeroporto de Cabul, sem ninguém os impedir de viajar. A resolução foi redigida pela França, Reino Unido e EUA.

“O resultado da votação é o seguinte: 13 votos a favor, zero votos contra, duas abstenções. O projeto de resolução foi aprovado”, afirmou Harsh Vardhan Shringla, presidente do Conselho e secretário de Relações Exteriores da Índia. As duas abstenções foram dos membros-permanentes Rússia e China.

A Rússia se absteve de votar a resolução do Afeganistão porque o texto do documento não incluía uma passagem sobre terrorismo e não mencionava o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em outros países), explicou o embaixador russo na ONU, Vasily Nebenzya.

“Apesar do fato de que a resolução foi proposta no contexto de um terrível ataque terrorista, os autores se recusaram categoricamente a referirem uma passagem sobre a luta contra o terrorismo, contendo organizações terroristas internacionalmente reconhecidas como EI–K [Estado Islâmico-Khorasan, ramo do Daesh, organização terrorista na Rússia e em outros países] e o Movimento Islâmico do Turquestão Oriental [organização terrorista na Rússia e em outros países]”, disse Nebenzia.

Vasily Nebenzya, novo embaixador russo na ONU. Foto de arquivo
© SPUTNIK / GRIGORY SYSOEV Vasily Nebenzya, novo embaixador russo na ONU. Foto de arquivo

Evacuação do Afeganistão

Os EUA e as forças da coalizão evacuaram 1.200 pessoas do Afeganistão nas últimas 24 horas, disse um funcionário da Casa Branca nesta segunda-feira (30).

Em uma declaração conjunta no domingo (29), os EUA e seus aliados reafirmaram compromisso de garantir a saída segura de seus cidadãos e afegãos em risco para fora do Afeganistão.

Fonte: Sputnik Brasil