Ilha na Baía de Todos os Santos pede implantação de Unidade de Pronto Atendimento

Foto: Divulgação

Um abraço simbólico na estrutura do Gripário da Ilha de Bom Jesus dos Passos foi parte das manifestações que a população local está fazendo para que a estrutura seja transformada em Pronto Atendimento 24 horas. Um abaixo assinado será protocolado no gabinete do prefeito Bruno Reis.

A Prefeitura Municipal do Salvador anúncio o fechamento das unidades construídas para assistência em saúde, durante a Pandemia da Covid19. Porém, para a pequena ilha pertencente ao Subúrbio Ferroviária, mas separada 12 milhas náuticas do território continental da capital baiana, a unidade de Saúde, nos últimos 12 meses, representou a salvação de muitas vidas. “Nunca pensei que seria salva por um helicóptero, aqui em Bom Jesus. Sou cardiopata e, em 2007, fui aconselhada pelos médicos a sair da ilha, porque, caso sofresse uma angina, até chegar em Madre de Deus”, disse Ilma Duarte. “Hoje, temos helicóptero e lancha do SAMU. Quando passei mal, fui muito bem atendida e depois de socorrida, transferida para hospital”.

Romi Barral Lessa engrossava o coro dos manifestantes. Ela conta que há muitos anos sofria dores de cabeça intensa e só descobriu que o problema era alérgico depois que os médicos do Gripário a atenderam, durante uma crise. “Se o Gripário fechar vai fazer muita falta”.

O mesmo pesar pelo fechamento da unidade de Saúde tem Nathiely Pereira de Santana, mãe da pequena Aurora, de quatro meses. “Ela foi transferida para Salvador, com o helicóptero do GRAER, com saturação em 90. Não era Covid. Ela teve bronquiolite viral. Era caso de intubação e se não fosse o atendimento dos médicos do Gripário minha filha não teria sido salva”.

A unidade que foi inicialmente implantada para atender síndromes virais e casos de Covid19, assumiu funções de Pronto Atendimento para um local que estava historicamente carente de serviço emergencial.
Nos 12 meses de funcionamento prestando serviço para as localidades de Bom Jesus dos Passos e Paramana, atendeu 2023 pessoas com sintomas gripais e 3529 atendimentos emergências.