Lula revela que teve COVID-19 e foi curado em Cuba

© Folhapress / Zanone Fraissat

Na quinta-feira (21), o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, revelou que teve COVID-19 durante sua estadia em Cuba, mas se curou na ilha.

O ex-presidente fez a revelação em suas redes sociais, detalhando que fez a quarentena necessária após o diagnóstico no país.

​Ainda segundo o comunicado do ex-presidente, Lula testou positivo para a COVID-19 cinco dias após chegar a Cuba. A doença foi descoberta nos exames protocolares de controle da pandemia do governo cubano, aplicados em viajantes que chegam ao país. Lula passou por exames de tomografia que mostraram lesões no pulmão compatíveis com a COVID-19.

Das nove pessoas que viajaram com Lula ao país, apenas uma não foi contaminada. Entre os que também adoeceram está o jornalista e escritor Fernando Morais. Segundo o comunicado, Lula decidiu informar sobre o diagnóstico apenas após voltar ao Brasil para “preservar sua família e a dos demais infectados”.

Médicos cubanos seguram bandeiras de Cuba e Itália no aeroporto de Havana
© AP PHOTO / YAMIL LAGE Médicos cubanos seguram bandeiras de Cuba e Itália no aeroporto de Havana

Lula agradeceu aos profissionais de saúde pública de Cuba pela dedicação e relatou que o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, acompanhou diariamente o quadro da doença, em contato com os médicos cubanos.

​O ex-presidente chegou a Cuba no dia 21 de dezembro para participar das gravações de um documentário dirigido pelo cineasta Oliver Stone. Lula já retornou ao Brasil e está em São Paulo desde a quarta-feira (20).

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, Cuba acumula hoje um total de 19.530 casos do novo coronavírus confirmados e 184 mortes por COVID-19. Já o Brasil tem 10,6 milhões de casos e mais de 214 mil mortes causadas pela doença.

Fonte: Sputnik Brasil