Modelo de gestão de sistemas águas e saneamento é referência na Bahia

Foto: Reprodução

A Bahia é considerada referência no que se refere ao modelo de gestão de sistemas de água e saneamento para atender moradores da zona rural. O Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, financia a implantação de sistema de abastecimento e de sanitários, enquanto a Central de Associações Comunitárias garante a gestão, operação e manutenção.

Um modelo que já beneficia 73.417 mil habitantes com a chegada de água e banheiro em suas casas. Já foram feitas 10.070 novas ligações de água e 5.297 ligações recuperadas em todo o estado. A meta é que, em 2022, chegue a 23 mil ligações de água. Além disso, foram construídos 198 novos sistemas de abastecimento e 2.702 módulos sanitários.

São duas Centrais de Associações Comunitárias Abastecimento de Água, localizadas em Jacobina e em Seabra. Até o fim deste ano de 2021, o Governo do Estado vai inaugurar mais uma central, no município de Caetité, para avançar no abastecimento de água potável.

Uma estratégia de gestão associativa, de baixo custo e de manutenção simplificada com coparticipação das comunidades locais, onde a manutenção dos sistemas e o tratamento da água são feitos pelos operadores locais, escolhidos pelas Associações Comunitárias, que são treinados e orientados pelas Centrais para a prestação de serviços.

Segundo o coordenador do Bahia Produtiva, Fernando Cabral, o projeto dá maior suporte na logística para o atendimento aos usuários dos sistemas de água e, também, para avançar na profissionalização dos processos, garantindo a sustentabilidade das centrais: “O Bahia Produtiva apoia essa iniciativa para fortalecer e ampliar as Centrais proporcionando empoderamento dessas comunidades.

O gerente da Central de Seabra, Leonardo Athayde, lembra que foi na Bahia que surgiu o primeiro modelo de gestão Central, em 1995, replicado para os estados do Ceará, Piauí e, agora, Pernambuco: “Cada modelo de gestão tem suas particularidades, mas todos surgiram através do modelo de gestão Central. Um modelo de gestão é autossustentável e uma solução eficaz para o saneamento rural, mas que depende muito do apoio do Governo do Estado. Isso vem acontecendo na Bahia com o projeto Bahia Produtiva”.

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), cofinanciado pelo Banco Mundial. A execução dos sistemas é feita pela Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), órgão vinculado à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS).

ASCOM CAR/SDR