MPF investigará Ibama por causa de despacho sobre compradores de madeira ilegal

Foto: Ibama

A flexibilização de normas de fiscalização e multa a compradores de madeira ilegal pelo governo Jair Bolsonaro está na mira do Ministério Público Federal (MPF). Os procuradores vão investigar se um despacho do Ibama é ilegal. A informação é da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Segundo a publicação, o texto diz que empresas só podem ser punidas se ficar comprovado que elas compraram madeira ilegal mesmo sabendo da fraude. Sobre a abertura do inquérito pela Procuradoria da República no Distrito Federal, o Ibama diz que “o despacho limitou-se a adequar as regras procedimentais ao que dispõe lei”.

 

Fonte: Bahia.ba