Para governo Biden, descontrole da pandemia no Brasil é uma ameaça a todo o mundo

(Foto: ABr | Reuters)

No momento que a maioria dos países vacina suas populações e a Covid-19 diminui o poder de propagação, o Brasil segue na contramão do mundo. Há enorme preocupação no governo Joe Biden e  de cientistas nos EUA sobre os efeitos do descontrole da propagação de uma nova variante do vírus no País.

“Enquanto a pandemia continuar a crescer, ninguém estará a salvo”, disse o porta-voz do Departamento de Estado americano, Ned Price, em coletiva de imprensa, ao comentar a grave situação que o Brasil enfrenta.

Segundo reportagem do jornal Estado de S.Paulo, em pronunciamentos e entrevistas recentes, o principal infectologista do governo americano, Anthony Fauci, tem ressaltado que a cepa variante da Covid-19 “P.1”, que surgiu em Manaus, está associada a uma maior transmissibilidade e à preocupação de que a mutação possa interromper a imunidade induzida naturalmente e pela vacina.

Há cerca de um mês, Fauci afirmou que isso preocupa os americanos, que não devem derrubar tão cedo o bloqueio de passageiros que estiveram no Brasil. Nesta semana, ele voltou ao tema. “O Brasil está numa situação muito difícil. A melhor coisa é vacinar o maior número de pessoas o mais rápido possível”, disse Fauci, que chegou a dizer que os EUA poderiam ajudar os brasileiros.

A imprensa estadunidense também fez um alerta sobre a grave situação brasileira.  O Washington Post descreveu a vacinação brasileira como um processo de “escassez e atrasos”, enquanto o The New York Times reporta uma vacinação lenta e sem sinalização de melhor.

Brasil abandonado 

Em meio a recordes de mortes diárias e UTI´S colapsadas, o governo de Jair Bolsonaro segue sem ofertar um plano nacional de imunização e diminuindo o poder letal do vírus.

Apenas na semana passada, ele disse “chega de mimimi”, ao criticar as medidas de isolamento social proposta pelos governadores para conter o coronavírus, criticou o uso da máscara e ainda tenta importar de Israel mais uma solução mágica para conter o vírus: um spray nasal que foi testado em apenas 30 pessoas e que não possui eficácia alguma no combate ao vírus.

Com o governo Bolsonaro boicotando todas as medidas de combate ao coronavírus, governadores decidiram neste domingo assumir a liderança e assumir a coordenação nacional das ações. Lockdown nacional deve ser iniciado no próximo domingo.