Rússia: EUA treinam terroristas para impedir a reconstrução da Síria

Um veículo militar dos EUA patrulha os arredores da cidade síria de Tal Tamr, a noroeste de Al-Hasaka, em 17 de agosto de 2020. (Foto: AFP)

A Rússia denuncia que os EUA estão treinando terroristas nos territórios ocupados da Síria para interromper o processo de reconstrução.

Um porta-voz do contingente militar russo na Síria, citado pela agência de notícias russa Sputnik , anunciou nesta terça-feira que as atividades terroristas aumentaram recentemente na área do chamado Deserto Branco, no centro da Síria, enquanto as fileiras do grupo terrorista O Daesh está sendo treinado nas áreas ocupadas pelos EUA no país árabe, especificamente em Al-Tanf e a leste do rio Eufrates.

“Com suas ações, os terroristas dificultam o processo de restauração econômica e social da Síria, e dificultam o restabelecimento das relações entre as tribos árabes locais e Damasco, permitindo aos EUA justificar sua presença no leste da Síria”, disse. indicado.

O porta-voz russo fez essas declarações após informar que as forças do governo sírio realizaram, de 18 a 24 de agosto, com a participação de assessores militares russos, uma operação antiterrorista em grande escala no centro do país árabe.

Como resultado desta operação, 327 insurgentes perderam a vida e 134 abrigos, 17 postos de observação, sete armazéns e cinco depósitos subterrâneos de armas foram destruídos, detalhou.6

O responsável russo sublinhou, da mesma forma, que a operação de limpeza do chamado deserto branco vai continuar até que sejam eliminados todos os restos dos grupos armados que agiam sob as ordens dos Estados Unidos.

Desde 2011, a Síria está atolada em um conflito no qual as forças do governo entram em confronto com grupos terroristas e os chamados rebeldes. Embora atores como a Turquia, os EUA e o regime israelense apoiem a oposição armada, as forças sírias, com o apoio do Irã e da Rússia, praticamente eliminaram a presença de extremistas em território sírio, que só operam agora. no norte do país.

O governo sírio sempre denunciou a presença de forças norte-americanas em seu território como ilegal, reiterando que essas tropas e milicianos apoiados por Washington não só complicaram a crise na qual o país continua imerso, mas, de fato, dificultaram qualquer solução para isso, reforçando a dinâmica da guerra por meio de terceiros.

A Rússia também disse repetidamente que o Departamento de Defesa dos EUA (o Pentágono) está treinando terroristas na base militar de Al-Tanf, no sul da Síria, para continuar sua guerra contra o governo sírio.

 

HISPANTV

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui