São Sebastião do Passé: Agricultores familiares comercializam três toneladas de alimentos para programa institucional

Foto: Divulgação

Três toneladas de alimentos foram comercializadas, na última sexta-feira (13), por agricultores e agricultoras familiares de São Sebastião do Passé, para o Programa Nacional de Aquisição de Alimentos (PAA). Entre os produtos estavam aipim, bolos diversos, broa de milho, coco seco, banana-prata, batata-doce, maracujá e milho.

O PAA é um programa executado na Bahia pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), por meio da Superintendência de Inclusão e Segurança Alimentar (SISA), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), via equipes técnicas da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater) e da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), com recursos oriundos do Governo Federal, Governo da Bahia e Emendas Parlamentares.

No município de São Sebastião do Passé, os alimentos foram distribuídos para 240 famílias cadastradas no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município, em ação conjunta com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura e Ação Social.

Dentro do processo de cadastramento dos agricultores e agricultoras familiares, para acessar programas institucionais como o PAA e PNAE, é necessária a emissão ou a renovação da Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP).

“São realizados os cadastros para a emissão ou renovação da DAP e visitas técnicas de acompanhamento da qualidade dos produtos, nas unidades de produção familiar os agricultores, além de acompanhar o dia oficial das compras, explicou a coordenadora da Bahiater, no Território de Identidade Metropolitano de Salvador, Marines Santos, que participou da atividade.

O agricultor familiar Flávio Monteiro, da Comunidade África, em São Sebastião do Passé, que já trabalha na agricultura desde os 13 anos, e entrega produtos como aipim, banana e abóbora, o PAA é uma esperança, pois muitas vezes produz e não tem onde escoar a produção, ou não dispõe de meios para fazer uma logística viável: “O PAA ajuda as famílias a escoar o que produzem dentro de suas propriedades e incentiva uma maior produção”.

 

Critérios de participação no programa

Podem acessar o PAA, os agricultores e agricultoras familiares e povos de comunidades tradicionais, que estiverem com a DAP válida. Os alimentos são destinados a entidades da rede socioassistencial e as que atendam famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional.

 


Ascom SDR/CAR