SindilimpBA completa 33 anos e reforça defesa dos direitos dos trabalhadores de limpeza do estado

Foto: Divulgação

Os 33 anos dos SindilimpBA foram celebrados com mais uma reunião de expansão da atuação da entidade no interior do estado nesta sexta-feira (3) em Salvador. O encontro selou mais um ciclo de debates que orientou a direção com a aplicação de um novo plano de gestão. Para a coordenadora-geral do sindicato, Ana Angélica Rabello, as celebrações não poderiam ocorrer num momento diferente. Ela cita a minirreforma trabalhista que não passou no Senado e que tiraria mais direitos dos trabalhadores, principalmente dos mais jovens, que lutam pelo primeiro emprego, e as mulheres gestantes.

“Um aniversário para a gente celebrar com inúmeras vitórias para os trabalhadores e trabalhadoras do país. A última delas é justamente a reprovação da medida que iria retalhar os direitos trabalhistas e afrontar a Consolidação das Leis do Trabalho [CLT]. Então, o SindilimpBA não poderia deixar de destacar essa batalha que foi para podermos vetar essa ação no Congresso Nacional, mas com a força de outros sindicatos e de outras frentes trabalhistas conseguimos. E vamos seguir com o trabalho para aproximar ainda mais o sindicato do trabalhador e a expansão pelo estado continua”, frisa Ana.

Para o vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT), representante da categoria dos trabalhadores de limpeza urbana e de asseio e conservação na Bahia, o fortalecimento do SindilimpBA acontece em um momento importante que é o de defesa da democracia e dos direitos coletivos. Para o edil petista, a luta sindical é fundamental para criar unidade e para proteção de leis que beneficiem os trabalhadores. “É um sindicato que não deixa sua categoria desassistida. Temos ainda muito para avançar, o estado tem 417 municípios e queremos que a atuação do SindilimpBA chegue para quem mais precisa no interior também”, completa.

Ascom do SindilimpBA